10/01/2012

Três crianças morrem sugados por uma bomba de lavoura



Em estado de choque pela morte de três dos quatro filhos em Itaqui, na Fronteira Oeste do RS, a família dos jovens aguarda o fim do resgate do Corpo de Bombeiros para fazer o sepultamento. Laureana, 15 anos, Andriel, 12, e Echeli Martins, 11, morreram na noite de segunda (9), quando brincavam em um reservatório de água usado para irrigação de lavouras de arroz.
"Não sei como vamos fazer agora para recomeçar", disse ao G1 Maria Luiza Martins, 35 anos, mãe das vítimas. 
Maria Luiza e o marido, Carlos Alberto Martins, 39 anos, são funcionários da granja onde o reservatório de água está localizado, na localidade de Chapadão 3. De acordo com o delegado Guilherme Antunes, da Polícia Civil de Itaqui, os irmãos brincavam no local quando acabou a energia elétrica, o que fez com que eles fossem sugados pelos canos de um sistema de irrigação e mutilados pelo motor. Uma quarta menina, irmã das vítimas, escapou do acidente. Ela se banhava com os irmãos, mas voltou para casa após sentir dores no peito, informa a polícia.
"Eu não queria que eles fossem nadar lá. Não tem proteção", lamentou Carlos Alberto.
Quando percebeu a demora dos filhos, a mãe pediu ajuda para fazer buscas na propriedade e na cidade. Os funcionários da granja encontraram os corpos, que começaram a ser retirados do local nesta terça (10). O Corpo de Bombeiros seguia na propriedade até por volta de 15h para o resgate. A família aguarda a conclusão da operação para planejar o sepultamento, provavelmente amanhã.
O local para onde as vítimas foram sugadas é popularmente conhecido na região como "levante". Trata-se de um reservatório com um cano de 50 metros que puxa água de um rio para irrigar as lavouras de arroz da propriedade. Com a falta de energia elétrica, houve um repuxo. Os irmãos, que se banhavam perto do cano, foram sugados até o motor. Na volta da energia, o motor voltou a funcionar e os mutilou.
Fonte: G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário